Slideshow

1 de out de 2012

OS CAVALEIROS DO ZODÍACO: BATALHA DO SANTUÁRIO

SEUS COSMOS AINDA QUEIMAM AO MÁXIMO!

Olá galera da Rebelião I.D hoje venho escrever uma analise sobre este maravilhoso game dos Cavaleiros do Zodíaco. Exclusivo para Playstation 3 lançado no dia 23 de novembro de 2011 no Japão com o titulo de Saint Seiya: Senki e no dia 16 de março de 2012 na Europa com o titulo de Saint Seiya: Sanctuary Battle em seu estilo de Beat ‘em up Ação-aventura o jogo é inspirado na primeira temporada do anime original: A Saga do Santuário e tem como principais personagens Seiya de Pégaso, Shiryu de Dragão, Hyoga de Cisne, Shun de Andrômeda e Ikki de Fênix. 



Bem dito isso posso começar minha resenha ou analise como preferirem, como dito o jogo retrata a fase mais conhecida do anime A Batalha do Santuário ou Batalha das Doze Casas não digo a mais aclamada, pois gosto muito da fase de Poseidon e atualmente estou vendo a nova saga Hades-Santuário/Inferno/Elíseos. O game começa com um resumo sobre o que está acontecendo e logo em seguida vem uma abertura fantástica ao som de Pegasus Fantasy, até arrepiei na hora! Nostálgico para qualquer fã. Ao começar o game você treina com Mu de Áries, ao som de uma música instrumental nostálgica que qualquer fã pira! É isso ai você se empolga até com o tutorial! Bem sobre a trilha sonora nada a reclamar é como o recheio de um Babalú pra qualquer fã haha! Voltando ao jogo digamos que é um mini tutorial no qual ele te ensinará o básico e dai pra frente é contigo. 
Bem o jogo se passa nas 12 Casas nas quais você terá que passar antes por caminhos cheios de inimigos estilo Beat ‘em up até chegar em cada casa que será um cavaleiro de ouro e ai o jogo muda de um Beat épico para pura luta e que luta! Combates épicos se me permitem dizer, se você for fã vai sentir a emoção de cada luta na pele como na primeira vez em que você viu no anime. Bem como vou descrever o modo de luta... Você já jogou ou viu Dragon Ball Z: Sparking!/Título Japones, Budokai Tenkaichi título Europeu, ou Naruto: Ultimate Ninja Storm? É bem nesse estilo ou até mesmo nos dois jogos dos Cavaleiros que saíram para Playstation 2 esses vocês já jogaram? Sim? Não? Se não jogaram recomendo que joguem e recomendo muito. Vou usar eles como exemplos. No Saint Seiya: Chapter Sanctuary primeiro título da franquia para Playstation 2 era mais um game clássico de luta. Game clássico de luta como seria? Bem se você não sabe são aqueles de lado. Já em seu segundo game Saint Seiya: The Hades que também era de lado, porém em um campo mais amplo, com mais velocidade e com caminhos que já estavam seguindo para a luta em campo aberto ou campo livre.
Eu diria que esse modo de luta novo seguiu o que agradou os fãs na jogabilidade, velocidade do The Hades e acrescentou a total liberdade que agradava e agrada muito nos jogos da franquia Dragon Ball Z: Sparking/Budokai tenkaichi ao jogo e acrescentando ao final da jogabilidade na parte da luta eu afirmo que quando você usar o Sétimo Sentido você irá sentir o que sentiu quando Seiya soltou o primeiro “Me dê sua força Pégasus!”. Agora me deixe falar um pouco sobre seu estilo Beat ‘em up, isso me surpreendeu e muito. Explicando o motivo é simples fazia muito tempo que eu não me empolgava ou gostava tanto de um beat, pois em minha opinião os beats tinham de caído e muito. Fiquei com um pé atrás pra comprar por ser em beat, pois pensei que poderia ser enjoativo e ter poucas variedades em sua jogabilidade, porém como fã incondicional tive que comprar o meu na pré-venda, hehe um dos primeiros do Brasil a jogar essa obra prima, tenho orgulho de falar isso. Lembrando que digo um dos primeiros para a versão Nacional com legendas em Português/Brasil, versão lançada no próprio Brasil com direito a eventos no dia 16 de junho de 2012 que teve essa pequena demora em relação aos outros por conta de atrasos na legenda do jogo. E até nisso fui surpreendido, pois além do game ter uma boa variedade em sua jogabilidade, cada personagem tem sua jogabilidade única. Cada um com seu estilo único seguindo fielmente o anime, com músicas incríveis a empolgação vai do inicio ao fim, posso dizer que foi um dos melhores Beat ‘ em up que já joguei.





E pra finalizar a parte Beat existem mini chefes no fim de cada fase nos quais vareiam desde o Cássius rival do Seiya, o cavaleiro de prata Misty e os Cavaleiros Negros com umas adições criadas no jogo, como Marin e Shina com armaduras negras, bem legal. Bem, o jogo não se baseia em jogar só com os principais em um modo história como também tem um modo de missões no qual se baseia nas seguintes dificuldades, elementar, fácil, normal, difícil, bronze, prata e ouro e isso fica fácil ou difícil dependendo de você, essa parte os fãs do sistema de up do Dragon Ball GT: Final Bout Playstation 1 irão adorar. É o seguinte como no Dragon Ball GT: Final Bout dá pra você ir ficando forte “Upando” ao ir completando missões com direito a upar skills, comprar upgrades com os pontos que você ganha e upar leveis claro com o sistema de level máximo que vai até 99, isso é realmente muito legal. Há também um modo Survival/Sobrevivência no qual você luta contra inimigos que sobem de level com a medida que são derrotados e mini chefes até encher uma barra e vir um chefe que pode ser qualquer cavaleiro tanto de ouro quanto de bronze e ao derrotar aparecerá o tempo decorrido até o momento e suas energias não irão voltar, ou seja essa será sua única pausa e não irá ajudar muito. Há também um modo multiplayer off-line de até 2 pessoas, que se resume a você e mais um amigo contra um chefe e inimigos, caso não tenha um amigo jogando você poderá controlar os 2 personagens que você escolheu tanto entre os de bronze, quanto os de prata e ouro, porém controlar os 2 personagens ao mesmo tempo é bem confuso, mais não impossível tanto que existem 3 tipos, Tipo A os jogadores podem acertar e ferir uns aos outros, Tipo B os jogadores podem acertar uns aos outros, mas não se ferem e Tipo C os jogadores não podem acertar uns aos outros. Rapidamente sobre o modo online, serve apenas para ver suas pontuações e classificações online.
Agora não esquecendo por ultimo e não menos importante, existe uma galeria com as músicas, fotos dos Action Figures/Figuras de ação, vídeos do game e os modelos do personagens em 3D. Pra finalizar sobre os personagens jogáveis estão, Seiya de Pégaso, Shiryu de Dragão, Hyoga de Cisne, Shun de Andrômeda, Ikki de Fênix, Mu de Áries, Aldebaran de Touro, Cavaleiro de Ouro de Gêmeos, Máscara da Morte de Câncer, Aiolia de Leão, Shaka de Virgem, Miro de Escorpião, Shura de Capricórnio, Camus de Aquário, Afrodite de Peixes, Saga de Gêmeos, Aiolos de Sagitário, Marin de Águia e Shaina de Ofiúco. Existem outros personagens para comprar por via de DLC, como as versões V2, Seiya com armadura de Pégaso reluzente em ouro, Seiya V2, Shiryu V2, Hyoga V2, Shun V2, Ikki V2, lembrando que você só precisa comprar um pack V2 para liberar dos 5 cavaleiros de bronze, Seiya de Sagitário, Seiya de Odin, Jabu de Unicórnio, Radamanthys de Wyvern, Kanon de Dragão Marinho, Dohko de Libra e Sorento de Sirene com médias de preços de R$10.99. Sobre os gráficos irei deixar fotos aqui e fica o critério de vocês, pois para mim estão perfeitos comparando com o anime. Animações bem fruídas de encher os olhos, músicas nostálgicas, gameplay fruído e até loads/carregamentos legais, isso mesmo os loads são empolgantes e rápidos, isso tudo garante um game perfeito comparado a um anime perfeito.

Nota: 10




                                                                                                                                 


Deixo esses dois trailers para vocês: 


Um comentário:

  1. Muito bom, gostei muito do tema desse post e do blog também. Parabéns!

    ResponderExcluir